terça-feira, 8 de março de 2016

Para elas no dia delas



Semeadora na vida
Portas o caminho do homem
Infinitas possibilidades de prazer
E a dura luta no viver

Mãe de Deus
Tens o poder mais divino
O de dar sem receber
E  amamentar o futuro

Flor de criatura
Inocente e capaz de matar
No seio do lar, poderosa
Na vida só amor a plantar

Hormônios doidos
Confusões, sonhos, verdades e loucura
Tens o dom de mover
Tens o dom de também endoidecer

Mulher de fibra
Capaz de criar teu próprio mundo
Capaz de imaginar o futuro mais improvável
Fazer o impossível e mesmo assim

Continuar sendo uma mulher

4 comentários:

  1. Solano
    Parabéns pelo belo poema.
    Abraços
    Carnaúba

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carnaúba, elas são o eixo da humanidade ! Obrigado

      Excluir
    2. Lindo poema, Solano.
      Parabéns por conseguir um tempo para cultivar a alma.
      Regina Souza

      Excluir